Noites do Sertão MOBI º Noites do PDF or

Noites do Sertão [Reading] ➲ Noites do Sertão ➺ João Guimarães Rosa – Buyprobolan50.co.uk As duas novelas que formam este livro, 'DãoLalalão o devente' e 'Buriti', têm em comum a sensualidade como força empolgante, que se sobrepõe a convenções e preconceitos, dominando totalmente o As duas novelas que formam este livro, 'DãoLalalão o devente' e 'Buriti', têm em comum a Noites do PDF or sensualidade como força empolgante, que se sobrepõe a convenções e preconceitos, dominando totalmente o homem e a mulher Terceiro dos volumes em que foram divididas as histórias originalmente publicadas em Corpo de baile Prêmio Jabuti de Produção Gráfica menção honrosa em.


10 thoughts on “Noites do Sertão

  1. Monique Gerke Monique Gerke says:

    Ambas as estórias tem como fundo os temas de amor, sensualidade/sexualidade, vida-morte..
    Lão-Dalalão, embora belo, me incomodou com o racismo do personagem principal: Soropita.
    E Buriti..sem palavras para Buriti. O personagem principal dessa estória acaba sendo a árvore. Ela está ali: presente, eterna, irremediável. A experiência é quase sensorial, a descrição de cada pedacinho do fazenda.. sua fauna e flora, seu clima e moradores..eu que nunca fui pra Minas Gerais, pro sertão..para Goiás..fiquei com a vontade louca de partir pra lá!! Nesse ponto, a participação do chefe zequiel é primordial. No mais, gostei muito de como foi representado as personagens femininas, por vezes acho que Lalinha poderia ter sido uma personagem da própria Lygia Fagundes Telles hehe.
    Por fim, e a muito custo, consigo aos poucos entender esse baile todo que são os três livros com suas sete estórias que formam o ‘corpo de baile’. Com a chave na mão, aos poucos vou achando cada fechadura. Releitura necessária.


  2. Caio Silva Caio Silva says:

    O livro conta com dois excelentes poemas/romances (como aparecem nos dois sumários): Dão-Lalalão, com seus dois títulos, e Buriti. São, talvez, os escritos mais eróticos do escritor, pelo menos aparentemente e até o momento, sendo que ainda não li nem Estas Estórias nem Tutameia completamente.
    Achei incrível a forma de narrar, totalmente flexível e ajustável em relação aos momentos em questão. Sobre o livro (Corpo de Baile) inteiro: Fecha muito bem a trilogia (que já foi publicado em dois livros e ainda antes em um só). Só que fecha daquela forma rosiana, ou seja, não fecha, de fato. Não no sentido de dar fim, mas sim de tornar possível o retorno. Daria certo colocar, ao final, um símbolo do infinito; como em seus outros livros também seria possível. Porém, há uma frase, quase que finalizando o livro que serve, de certa forma, como um símbolo do infinito: A vida não tem passado, toda hora o barro se refaz..

    Também, uma outra observação em relação à montagem do livro inteiro, assim como em Primeiras Estórias, o personagem do primeiro texto aparece também no último, e em ambos os livros é destacado o conflito civilização x sertão, apesar de não serem os focos principais.

    Para finalizar: amei o livro, como amo qualquer coisa que leio do Rosa. Fiquei encantado, mais uma vez, com o sertão que mostra a infinidade das coisas e a importância do presente, nos dois sentidos da palavra.


  3. Rafael L. Rafael L. says:

    Melhor livro que li nos últimos, sei lá, três anos.

    E pode ser uma frescura minha, mas é bom fazer um adendo aqui ao horror que a reforma ortográfica acaba causando em relação a obras primas como esta. A nova edição da Nova Fronteira adaptou os livros à reforma e algumas palavras como tôo (onomatopeia - olha aí de novo - de algum pássaro, não lembro direito) viram too, por exemplo. Pode ser purismo meu mas isso quebrou a beleza e a fluidez do texto algumas boas vezes, principalmente pelo vício de olhar uma palavra dessas e acabar associando oo à pronúncia que isso teria no inglês. Apesar de que algumas palavras mais antigas foram mantidas com o acento, mesmo depois de terem caído há muitos anos (pessôa, por exemplo). Vai entender.


  4. Agatha Agatha says:

    Sua alma, sua calma, Soropita fluía rígido num devaneio, uniforme


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *